Siga nos
Vagas Auxiliar De Servicos Gerais

Identificamos nos últimos dias:

-Trabajando.com.br -> 3 anúncios


Lisboa, Lisboa (pt)

Condominio Parque das Conchas

Anunciado no site Trabajando.com.br - prestação de serviços na administração/gestão de condomínios para as funções de diagnóstico, controlo Condomínio fechado de grande dimensão com 12 prédios e já alguns anos de construção procura prestação de serviços na administração/gestão de condomínios para as funções de diagnóstico, controlo e fiscalização dos serviços realizados no condomínio, controlo administrativo e financeiro, elaboração de relatórios, participação em reuniões e assembleias de condomínio. Para melhor enquadramento informa-se que: a) a contabilidade é assegurada por entidade terceira; b) o condomínio tem uma prestação de serviços de uma administrativa que garante tarefas administrativas diárias e o atendimento direto aos condóminos. c) o condomínio tem um zelador a tempo inteiro e um contrato com uma empresa de segurança que garante a portaria Descrição da função Reportando à Assembleia Geral de Condóminos e à Comissão de Representantes, com quem trabalha em coordenação direta, terá como principais responsabilidades: - Assegurar a gestão operacional e financeira do condomínio; -Coordenar os recursos humanos que prestam serviço no condomínio; - Gerir e acompanhar os processos específicos de cada condómino; - Assegurar a manutenção preventiva e corretiva dos vários equipamentos e sistemas, propondo e implementando medidas de melhoria contínua; - Fiscalizar a prestação de serviços continuados ao condomínio; - Efetuar consultas ao mercado para os diversos contratos de prestação de serviços continuados ao condomínio e efetuar a respetiva análise de propostas; - Elaborar o caderno de encargos para trabalhos de construção civil, mecânicos e eletromecânicos e efetuar a respetiva análise de propostas; - Reportar mensalmente o cumprimento do plano de atividades e do orçamento aprovado. - Diagnosticar perigos e riscos para o património e moradores e elaborar planos de mitigação e controlo de riscos a apresentar para aprovação; - Promover e responder perante a Assembleia Geral e Auditorias externas (quando necessário); - Praticar todos os atos e adotar todas as medidas indispensáveis para a adequada proteção dos interesses do condomínio; - Cumprir e fazer cumprir os Regulamentos do Condomínio O candidato deverá ter o seguinte perfil: - Experiência profissional como Administrador de condomínio mínima de cinco anos; a experiência na gestão de condomínios deve abranger condomínios com mais de 20 condóminos (exigem-se referencias abonatórias) - Uma vez que o Condomínio tem alguns problemas construtivos significativos dá-se preferência a quem possua a licenciatura em engenharia civil, perfil de construção (pré-Bolonha) ou mestrado em engenharia civil (pós- Bolonha) e experiência como Diretor de Obra (exige-se a apresentação dos certificados originais da sua formação académica) - Conhecimentos de gestão; - Dinamismo e elevada capacidade de responsabilidade; - Boa capacidade de relacionamento; - Bons conhecimentos de Inglês; - Boa capacidade de chefia; -Conhecimento alargado de fornecedores de equipamento e empreiteiros O que se exige: - Tempo mínimo de permanência no Condomínio: ? 4 horas diárias nos dias úteis podendo alternar entre as manhãs e as tardes devendo no entanto coordenar os seus horários com os restantes elementos que prestam serviço no condomínio; ? Obrigatoriedade de deslocação ao Condomínio em fins-de-semana, feriados e noites sempre que a situação assim o exija ? Obrigatoriedade de promover uma reunião quinzenal com a Comissão de Representantes a realizar entre as 21H00 e as 23H00 Prazo para apresentação das propostas As propostas deverão ser enviadas por correio registado com aviso de receção para o endereço postal Administração do Condomínio, Rua Arnaldo Ferreira,4 , Bloco 5 C/D Sala da Administração 1750-411 Lisboa até ao dia 31 de janeiro de 2020. Esclarecimentos: Qualquer pedido de esclarecimento pode ser feito para os endereços acima indicados.

Vagas de Gestor de Condominio M/F


Lisboa, Lisboa (pt)

Laboratório Nacional de Engenharia Civil, I.P.

Anunciado no site Trabajando.com.br - /2016. Lei Geral do Trabalho em Funções Públicas (LTFP) aprovada em anexo à Lei nº 35/2014, de 20 AVISO PROCEDIMENTO CONCURSAL DE ÂMBITO INTERNACIONAL PARA CONTRATAÇÃO DE DOUTORADO 1 ? Nos termos do disposto nos artigos 4º e 11º do Decreto-Lei n.º 57/2016, de 29 de agosto, alterado pela Lei nº 57/2017, de 19 de julho, torna-se público que por deliberação do Conselho Diretivo do Laboratório Nacional de Engenharia Civil, I.P. (LNEC, I.P), de 2019-11-28, foi autorizada a abertura, pelo prazo de 30 dias úteis, de procedimento concursal de seleção internacional com vista ao recrutamento de um doutorado, em regime de contrato de trabalho em funções públicas a termo resolutivo certo, por um período de três anos, eventualmente renovável por períodos de um ano até à duração máxima de seis anos, para o exercício de atividades de investigação científica e de desenvolvimento tecnológico, de gestão e comunicação de ciência e tecnologia, no âmbito dos projetos ?AQUAMON - Monitorização Confiável em Ambientes Aquáticos com Redes de Sensores sem Fios?, financiado pela FCT, "MOSAIC ? Análise do risco de inundação costeira a partir de múltiplas fontes para comunidades seguras e desenvolvimento sustentável? ? financiado pela FCT, EOSC-hub, financiado pela CE no programa H2020; e ?Sinergea - Sistema inteligente para apoio ao uso eficiente de recursos e à gestão de emergências de inundação e de contaminação balnear em cidades costeiras? financiado pela ANI através do Programa Operacional Regional de Lisboa e Programa Operacional Regional do Algarve, apoiada pelo FEDER. 2 ? Legislação aplicável Decreto-Lei nº 57/2016, alterado pela Lei nº 57/2016. Lei Geral do Trabalho em Funções Públicas (LTFP) aprovada em anexo à Lei nº 35/2014, de 20 de junho, na sua atual redação. Decreto Regulamentar n.º 11-A/2017, de 29 de dezembro. O presente procedimento concursal está abrangido pela dispensa das formalidades referidas no artigo 16º do Decreto-Lei nº 57/2016. 3 ? O júri, nomeado por deliberação de 2019-11-28 do Conselho Diretivo do LNEC, IP, tem a seguinte constituição: Presidente: Investigador coordenador Carlos Alberto de Brito Pina, Presidente do Conselho Diretivo do LNEC; Vogais efetivos: Maria Helena Veríssimo Colaço Alegre, investigadora principal com habilitação do LNEC; Anabela Pacheco de Oliveira, investigadora principal do LNEC; José Eduardo de Mendonça Tomás Barateiro, investigador auxiliar do LNEC. Vogal suplente: André Bustorff Fortunato, investigador principal com habilitação do LNEC. 4 ? O doutorado a contratar desenvolverá a sua atividade no Departamento de Hidráulica e Ambiente, Grupo de Tecnologias de Informação, na Avenida do Brasil, n.º 101, 1700-066 Lisboa, sem prejuízo de poder ser exercida também noutras unidades orgânicas e de deslocações temporárias no país ou estrangeiro durante a vigência do contrato. 5 ? A remuneração mensal a atribuir é a correspondente ao nível inicial e à posição remuneratória 33 da tabela remuneratória única, aprovada pela Portaria nº 1553-C/2008, de 31 de dezembro, no valor de ? 2.128,34. 6 ? Atividade a desenvolver: ? Desenvolvimento de sistemas de confiabilidade de dados e sua integração com sistemas de previsão em tempo real baseados na framework WIFF (projeto AQUAMON); ? Desenvolvimento de metodologias inteligentes de optimização do funcionamento de sistemas integrados em cidades e zonas balneares urbanas (projeto SINERGEA); ? Extensão de sistemas de previsão em tempo real a pedido baseados no serviço OPENCoastS (projeto EOSC-hub); e ? Desenvolvimento de sistemas de assimilação de informação com base em dados in-situ, remotos e de modelos de previsão (projeto Mosaic). 7 ? Requisitos de admissão: os previstos no artigo 17º da Lei Geral do Trabalho em Funções Públicas (LTFP) aprovada em anexo à Lei nº 35/2014. 7.1 - Requisitos gerais - A este procedimento concursal podem candidatar-se indivíduos nacionais, estrangeiros ou apátridas que sejam titulares de grau de doutor em Engenharia Informática ou áreas científicas afins e detentores de currículo científico (e profissional) adequado às atividades a desenvolver. 7.2 - Requisitos especiais: ? Experiência no desenvolvimento de sistemas de confiabilidade de dados e de sistemas de previsão em tempo real; ? Experiência na publicação, comunicação e disseminação de resultados. 8 ? A seleção dos candidatos realiza-se através da avaliação do percurso científico e curricular de acordo com o estabelecido no artigo 5º do Decreto-Lei nº 57/2016. 9 - A indicação dos métodos de seleção, suas ponderações e sistema de classificação constam da ata nº 1 da reunião do respetivo júri. 10 ? O processo de avaliação pode incluir uma entrevista ou uma sessão de apresentação ou demonstração pública pelos candidatos, ou por uma parte dos candidatos a selecionar pelo júri, dos resultados da sua investigação. 11 ? O sistema de classificação final dos candidatos é expresso numa escala de 0 a 20 valores considerando-se a valoração até às centésimas. 12 ? O júri delibera através de votação nominal fundamentada de acordo com os critérios de seleção adotados e divulgados, não sendo permitidas abstenções. 13 ? Das reuniões do júri são lavradas atas que contêm um resumo do que nelas houver ocorrido, bem como os votos emitidos por cada um dos membros e respetiva fundamentação, sendo facultadas aos candidatos sempre que o solicitarem. 14 ? Após a conclusão da aplicação dos critérios de seleção, o júri procede à elaboração da lista ordenada dos candidatos aprovados com a respetiva classificação. 15 ? A deliberação final do júri é homologada pelo Conselho Diretivo do LNEC, IP, ao qual compete também decidir sobre a contratação. 16 ? Formalização das candidaturas A formalização das candidaturas é efetuada através do formulário de candidatura aprovado pelo Despacho n.º 11321/2009, de 29 de abril, publicado no Diário da República, 2.ª série, n.º 89, de 8 de maio de 2009, disponível no site do LNEC, / área de Recrutamento, devidamente preenchido, com indicação inequívoca ao concurso a que se candidata, acompanhado dos seguintes documentos: - Curriculum vitae; - Fotocópia de documentos comprovativos das habilitações académicas e profissionais. Os candidatos que tenham obtido a habilitação académica exigida neste concurso em universidades estrangeiras, deverão apresentar documento comprovativo do reconhecimento desse grau aos concedidos pelas universidades portuguesas nos termos do Decreto-Lei n.º 66/2018, de 16 de agosto, e da Portaria nº 33/2019, de 25 de janeiro; ? Outros documentos relevantes para apreciação da candidatura. 17 ? As candidaturas deverão ser formalizadas mediante preenchimento de formulário tipo, disponível na área de Recrutamento do sítio de internet do LNEC (área de Recrutamento), podendo ser enviados numa das seguintes formas: ? por via eletrónica recrutamentoarrobalnec.pt., até às 24h00 horas do último dia do prazo; ? diretamente no LNEC, no Setor de Arquivo e Expediente Geral, sito na Avenida do Brasil, 101, 1700-066 Lisboa ? por correio registado, com aviso de receção, endereçado a LNEC, I.P., Avenida do Brasil, nº101, 1700-066 Lisboa, valendo a data aposta no registo como data de envio para efeitos de cumprimento do prazo. Nos 2 últimos casos as candidaturas deverão ser entregues em envelope fechado, devidamente identificado como ?Procedimento concursal para recrutamento de um doutorado no âmbito dos projetos AQUAMON, MOSAIC, EOSC-hub e Sinergea?. 18 ? São excluídos da admissão ao procedimento concursal os candidatos que formalizem incorretamente a sua candidatura ou que não comprovem os requisitos exigidos neste concurso. Assiste ao júri a faculdade de exigir a qualquer candidato, em caso de dúvida, a apresentação de documentos comprovativos das suas declarações. 19 ? As falsas declarações prestadas pelos candidatos são puníveis nos termos da lei. 20 ? A lista de candidatos admitidos e excluídos bem como a lista de classificação final são afixados nas instalações do LNEC e publicitados na sua página eletrónica, sendo os candidatos notificados por correio eletrónico. 21 ? Audiência prévia e prazo para a decisão final: nos termos do artigo 121º do Código do Procedimento Administrativo, após notificados, os candidatos têm 10 dias úteis para se pronunciar. Num prazo de 90 dias, contados a partir da data limite de apresentação das candidaturas, são proferidas as decisões finais do júri. 22 ? Política de não descriminação e igualdade de acesso: O LNEC promove ativamente uma politica de não descriminação e de igualdade de acesso, pelo que nenhum candidato pode ser privilegiado, prejudicado ou privado de qualquer direito ou isento de qualquer dever em razão, nomeadamente de ascendência, idade, sexo, orientação sexual, estado civil, situação familiar ou económica, instrução ou condição social, património genético, capacidade de trabalho reduzida, deficiência, doença crónica, nacionalidade, origem étnica ou raça, território de origem, religião, convicções politicas ou ideológicas e filiação sindical. 23 ? Nos termos do Decreto-Lei nº 29/2001, de 3 de fevereiro, o candidato com deficiência tem preferência em igualdade de classificação, a qual prevalece sobre qualquer outra preferência legal. Os candidatos devem declarar no formulário de candidatura, sob compromisso de honra, o respetivo grau de incapacidade, o tipo de deficiência e os meios de comunicação/expressão a utilizar no processo de seleção, nos termos daquele diploma. 24 ? O presente aviso é publicitado no Diário da República (por extrato), na Bolsa de Emprego Público, no portal ERAcareers (português e inglês) e na página eletrónica do LNEC / área de Recrutamento (português e inglês).

Vagas de Procedimento concursal para contratação de doutorado


Lisboa, Lisboa (pt)

Laboratório Nacional de Engenharia Civil, I.P.

Anunciado no site Trabajando.com.br - , I.P.) 1. Nos termos do disposto no artigo 33º da Lei Geral do Trabalho em Funções Públicas (LTFP AVISO Procedimento concursal para o preenchimento de um posto de trabalho na carreira e categoria de técnico superior do mapa de pessoal do Laboratório Nacional de Engenharia Civil, I.P. (LNEC, I.P.) 1. Nos termos do disposto no artigo 33º da Lei Geral do Trabalho em Funções Públicas (LTFP), aprovada pela Lei nº 35/2014, de 20 de junho, e dos números 1 a 4 do artigo 11.º da Portaria nº 125-A/2019, de 30 de abril, torna-se público que, na sequência de deliberação de 2019-09-25 do Conselho Diretivo, se encontra aberto, pelo período de 20 dias úteis, a contar da data da publicitação do presente aviso no Diário da República, procedimento concursal comum, para preenchimento de um posto de trabalho na carreira e categoria de técnico superior, na área funcional de gestão financeira e patrimonial, do mapa de pessoal do Laboratório Nacional de Engenharia Civil, I.P., na modalidade de contrato de trabalho em funções públicas por tempo indeterminado. 2. O procedimento concursal destina-se a colmatar as necessidades do serviço conforme disposto no n.º 1 do artigo 30.º da LTFP. 3. Para efeitos do estipulado no n.º 4 do artigo 30º da Portaria nº 125-A/2019, declara-se não estarem constituídas reservas de recrutamento neste organismo, e foi dado cumprimento ao artigo 34.º do Regime da valorização profissional dos trabalhadores com vínculo de emprego público, aprovado pela Lei n.º 25/2017, de 30 de maio, tendo a Direção-Geral da Qualificação dos Trabalhadores em Funções Públicas (INA), entidade gestora do regime de valorização profissional, informado não haver técnicos superiores com o perfil pretendido. 4. Caraterização do posto de trabalho: Ao posto de trabalho a preencher correspondem as atividades no âmbito da gestão financeira e patrimonial. 5. Local de trabalho: as funções serão exercidas nas instalações do LNEC, I.P., na Avenida do Brasil, n.º 101, 1700- 066 Lisboa, sem prejuízo de deslocações temporárias no país e no estrangeiro. 6.O trabalhador a recrutar será colocado na 2ª posição remuneratória, nível 15, da tabela remuneratória única, correspondente a ? 1.201,48. 7. Nos termos do n.º 3 do artigo 30.º da LTFP, o recrutamento é circunscrito a trabalhadores com relação jurídica de emprego público por tempo indeterminado já estabelecida e que até ao termo do prazo de entrega das candidaturas reúnam, cumulativamente, os seguintes requisitos: 7.1. Nacionalidade portuguesa, quando não dispensada pela Constituição, convenção internacional ou lei especial; 7.2. Idade superior ou igual a 18 anos; 7.3. Não inibição do exercício de funções públicas ou não interdição para o exercício daquelas que se propõe desempenhar; 7.4. Robustez física e perfil psíquico indispensáveis ao exercício das funções; 7.5. Cumprimento das leis de vacinação obrigatória. 7.6. Habilitações literárias: licenciatura. Não podem ser admitidos candidatos que, cumulativamente, se encontrem integrados na carreira, sejam titulares da categoria e, não se encontrando em mobilidade, ocupem postos de trabalho previstos no mapa de pessoal do órgão ou serviço idênticos aos postos de trabalho para cuja ocupação se publicita o procedimento, nos termos do previsto na alínea k) do n.º 4 do artigo 11.º da Portaria n.º 125-A/2019. 8. A formalização das candidaturas é efetuada através do formulário de candidatura, disponível no site do LNEC / área de Recrutamento, devidamente preenchido, acompanhado dos seguintes documentos: 8.1. Currículo profissional detalhado, datado e assinado, dele devendo constar designadamente as habilitações académicas, as funções que exerce e as que exerceu, com indicação dos respetivos períodos de duração e atividades relevantes, bem como a formação profissional detida, com indicação das entidades promotoras, duração e datas. 8.2. Fotocópia do certificado das habilitações exigidas neste concurso ou outro documento idóneo legalmente reconhecido para o efeito. 8.3. Declaração emitida pelo serviço a que o candidato pertence, onde seja atestada a modalidade da relação jurídica de emprego público por tempo indeterminado previamente estabelecida, a carreira e categoria de que seja titular, o tempo de execução das atividades inerentes ao posto de trabalho que ocupa e o grau de complexidade das mesmas, para efeitos da alínea ii) do nº 1 do artigo 19º da Portaria nº 125-A/2019, bem como a posição e o nível remuneratório em que se encontra posicionado. 8.4. Três últimas avaliações de desempenho obtidas. A não entrega dos documentos referidos nos pontos 8 a 8.4. determina a não admissão ao procedimento concursal. A não entrega dos comprovativos da formação profissional tem como consequência a sua não valoração em sede de avaliação curricular. Os candidatos pertencentes ao mapa de pessoal do LNEC, IP, ficam dispensados da apresentação dos documentos que alegarem constar e que constem do seu processo individual, bem como dos documentos referidos em 8.3. e 8.4. As candidaturas devem ser enviadas preferencialmente por correio eletrónico até ao termo do prazo, para o seguinte endereço: recrutamentoarrobalnec.pt. Poderão também ser remetidas através de correio registado, com aviso de receção, com a indicação exterior ?Procedimento concursal para recrutamento de um técnico superior na área funcional de gestão financeira e patrimonial?, para o endereço do LNEC, I.P., Avenida do Brasil, nº101, 1700-066 Lisboa, relevando como data de entrega a data do respetivo registo. Poderão ainda ser entregues pessoalmente no Setor de Arquivo e Expediente Geral do LNEC, no mesmo endereço, no período compreendido entre as 9:00 e as 12:30 e entre as 14:00 e as 17:30. 9. Atenta a urgência do presente recrutamento, perante a necessidade de repor a capacidade de intervenção e de resposta dos serviços, no âmbito de todas as suas competências, o procedimento decorrerá através da utilização faseada dos métodos de seleção, conforme previsto no artigo 7.º da Portaria 125-A/2019: 9.1. Nos termos do n.º 5 do artigo 36.º da LTFP, é adotado unicamente um dos métodos de seleção indicados na alínea a) dos nºs 1 e 2 do mesmo artigo, ou seja, a prova de conhecimentos (PC) ou a avaliação curricular (AC), consoante a situação em que se encontrem os candidatos. 9.2. Nos termos do disposto no nº 4 do artigo 36º da LTFP, bem como do nº 1 do artigo 6º da Portaria nº 125- A/2019, será ainda adotado o método de seleção facultativo de entrevista profissional de seleção (EPS). 10. Consoante os casos, os métodos de seleção a utilizar serão os seguintes: 10.1. Prova de conhecimentos (PC) e entrevista profissional de seleção (EPS) para os candidatos com relação jurídica de emprego público por tempo indeterminado integrados em carreira diferente e/ou a executarem atividades diferentes das publicitadas, bem como para os candidatos que se encontrem em situação de valorização profissional e reúnam os requisitos para poderem optar e optem por este método de seleção. i) Prova de conhecimentos ? visa avaliar os conhecimentos académicos e, ou, profissionais e a capacidade para aplicar os mesmos a situações concretas no exercício da respetiva função, incluindo o adequado conhecimento da língua portuguesa. ii) Entrevista profissional de seleção ? visa avaliar a experiência profissional e aspetos comportamentais nomeadamente os relacionados com a capacidade de comunicação e de relacionamento interpessoal. 10.2. Avaliação curricular (AC) e entrevista profissional de seleção (EPS) para os candidatos que sejam titulares da categoria e se encontrem ou, tratando-se de candidatos colocados em situação de valorização profissional, se tenham por último encontrado, a cumprir ou a executar a atribuição, competência ou atividade caraterizadoras do posto de trabalho para cuja ocupação o presente procedimento é publicitado. i) Avaliação Curricular ? visa analisar a qualificação dos candidatos, ponderando os elementos de maior relevância para o posto de trabalho a ocupar. ii) Entrevista profissional de seleção ? visa avaliar a experiência profissional e aspetos comportamentais nomeadamente os relacionados com a capacidade de comunicação e de relacionamento interpessoal. 11. A prova de conhecimentos a realizar consistirá numa prova escrita, de natureza teórica e de realização individual, com consulta, para avaliação dos conhecimentos técnicos em matérias de base no âmbito da habilitação académica exigida e das competências necessárias ao exercício da função. A bibliografia mínima aconselhada para a prova de conhecimentos consta do anexo ao presente aviso. A referida prova será de caráter eliminatório, sendo excluídos os candidatos que obtenham classificação inferior a 9,5 valores. 12. Valoração dos métodos de seleção: 12.1. A prova de conhecimentos é valorada de acordo com a escala de 0 a 20 valores, considerando-se a valoração até às centésimas; 12.2. A avaliação curricular é expressa numa escala de 0 a 20 valores, com valoração até às centésimas; 12.3. A entrevista profissional de seleção é avaliada segundo os níveis classificativos de Elevado, Bom, Suficiente, Reduzido ou Insuficiente, aos quais correspondem, respetivamente, as classificações de 20, 16, 12, 8 e 4 valores. 13. A classificação final (CF), expressa de 0 a 20 pontos, resultará da seguinte fórmula: 13.1. Para os candidatos avaliados com base na PC e na EPS: CF = 0,7 PC + 0,3 EPS 13.2. Para os candidatos avaliados com base na AC e na EPS: CF = 0,7AC + 0,3 EPS 14. São excluídos os candidatos que não compareçam a qualquer um dos métodos de seleção, bem como os que obtenham uma valoração inferior a 9,5 valores num dos métodos de seleção, não lhes sendo aplicado o método de avaliação seguinte. 15. Os candidatos excluídos serão, nos termos do n.º 1 do artigo 22º da Portaria n.º 125-A/2019, notificados por uma das formas previstas no artigo 10º da mesma Portaria, para a realização da audiência de interessados nos termos do Código do Procedimento Administrativo. 16. A lista unitária da ordenação final dos candidatos, após homologação, é afixada em local visível e público das instalações do LNEC e disponibilizada na área de Recrutamento da sua página eletrónica, sendo publicitado na 2ª série do Diário da República um aviso com a informação sobre a sua publicitação. 17. Composição do júri de seleção, de acordo com o artigo 13.º da Portaria n.º 125-A/2019: Presidente: Maria de Lurdes Baptista da Costa Antunes, vogal do Conselho Diretivo, Vogais efetivos: Paula Margarida Carvalho Marques Couto; investigadora auxiliar e coordenadora do Gabinete de Gestão de Projetos, que substituirá a presidente nas suas ausência e impedimentos; José António da Cruz Paiva e Costa; diretor de serviços Financeiros e Patrimoniais; Vogal suplente: Pedro Filipe Puga da Fonseca Velo, técnico superior de recursos humanos. 18. As atas do júri, onde constam os parâmetros de avaliação e respetiva ponderação de cada um dos métodos a utilizar, a grelha classificativa e o sistema de valoração final do método, serão disponibilizadas na área de Recrutamento da página eletrónica do LNEC, sem prejuízo do disposto na alínea k) do n.º 2 do artigo 14.º de Portaria n.º 125/2019. 19. Em cumprimento da alínea h) do artigo 9.º da Constituição da República Portuguesa, ?a Administração Pública, enquanto entidade empregadora, promove ativamente uma política de igualdade de oportunidades entre homens e mulheres no acesso ao emprego e na progressão profissional, providenciando escrupulosamente no sentido de evitar toda e qualquer forma de discriminação?. 20. Nos termos do disposto no n.º 1 do artigo 11.º da Portaria n.º 125-A/2019, o presente aviso será também publicitado na Bolsa de Emprego Público, na página eletrónica do LNEC e num jornal de expansão nacional.

Vagas de Procedimento concursal para recrutamento de um técnico superior na área funcional de gestão financeira e patrimonial

Publicidade
Os anúncios acima são o resultado da busca por:

Vagas de Emprego Auxiliar De Servicos Gerais

  Avaliação: 3.0 de 5
baseado em 3 interações.


Condomínio fechado de grande dimensão com 12 prédios e já alguns anos de construção procura prestação de serviços na administração/gestão de condomínios para as funções de diagnóstico, controlo e fiscalização dos serviços realizados no condomínio, controlo administrativo e financeiro, elaboração de relatórios, participação em reuniões e assembleias de condomínio. Para melhor enquadramento informa-se que: a) a contabilidade é assegurada por entidade terceira; b) o condomínio tem uma prestação de serviços de uma administrativa que garante tarefas administrativas diárias e o atendimento direto aos condóminos. c) o condomínio tem um zelador a tempo inteiro e um contrato com uma empresa de segurança que garante a portaria Descrição da função Reportando à Assembleia Geral de Condóminos e à Comissão de Representantes, com quem trabalha em coordenação direta, terá como principais responsabilidades: - Assegurar a gestão operacional e financeira do condomínio; -Coordenar os recursos humanos que prestam serviço no condomínio; - Gerir e acompanhar os processos específicos de cada condómino; - Assegurar a manutenção preventiva e corretiva dos vários equipamentos e sistemas, propondo e implementando medidas de melhoria contínua; - Fiscalizar a prestação de serviços continuados ao condomínio; - Efetuar consultas ao mercado para os diversos contratos de prestação de serviços...